APROVEITE!

|

ALÔ PESSOAL! Neste domingo às 18h estamos iniciando aqui na Cel Concórdia um curso de LIBRAS. É apenas para que possamos nos comunicar melhor com as pessoas que não são ouvintes. PARTICIPE, é GRÁTIS.

A Rejane será nossa professora!

CPT-14 Superstição

|


Visita

|

Tivemos também a honra de ter recebido como amigo aqui o Vice presidente da IELB, pastor Geraldo Schüller.

CONGRESSO DE LEIGOS

|

Foi um dia lindo e abençoado em todos os sentidos. Tivemos a oportunidade de cantar, louvar, agradecer, cultuar, nos divertir, alimentar-nos, reencontrar os amigos e fazer novas amizades. Mais do que isso, pudemos acompanhar uma ótima palestra do pastor David Karnopp, um culto lindo e abençoado. Depois do culto a noite artística revelou-se mais animada do que nunca, peças lindas, músicas maravilhosas. Pudemos refletir e rir muito. Os que aqui vieram foram ricamente abençoados e foram embora renovados e animados. Disse-me uma senhora: "Valeu a pena eu vir". Digo que para Deus sempre vale a pena tirar tempo, sempre vale a pena vir na casa de Deus, nunca será em vão. Obrigado pela presença de todos. Quero agradecer especialmente aos Jovens e as Servas da Cel Concórdia que trabalharam o dia todo para que tudo fosse perfeito. OBRIGADO! Aos Leigos, obrigadíssimo, continuem firmes na obra do Senhor. Um abraço, pastor Darcy Schreiber.














CONGRESSO de LEIGOS

|

Prezados amigos e irmãos!

Com toda certeza teremos um lindo e abençoado Congresso de Leigos no dia 21 de agosto de 2011 aqui na Cel Concórdia do Sítio Floresta - Pelotas/RS. Para este evento quero convidar vocês todos. Venham, Participem! O início será às 9h.
 Teremos a honra de receber como palestrante o pastor David Karnopp que falará sobre a Adoração no Culto.
Ao meio dia teremos um delicioso almoço para alimentar nosso corpo.
As 15h acontece o abençoado culto, onde alimentaremos nosso espírito e nossa fé.
Após o culto, teremos uma oportunidade única de assistir ao teatro e prestigiar nossos artistas do distrito.

VENHAM, PARTICIPEM!
Este é o palestrante: Rev. David Karnopp

Escolinha Dia dos pais!

|


Mensagem do Dia dos Pais - IELB

|


CPT 13 - Amor

|


Herança paterna

|

Ao comemorarmos mais um dia dos pais fico a pensar na herança que deixarei para meus filhos.

Praticamente não tenho posses. Mas digamos que fosse um sujeito rico. O que faria pelos meus filhos? Talvez investisse na bolsa de valores? Se bem que com a crise dos Estados Unidos a coisa anda feia. De repente uma linda casa na praia? Pois é..., mas e os tsunamis, vendavais? Acho que não é boa idéia! De repente faço uma poupança? Mas vá que apareça algo com o plano Collor?! Não! Melhor não!
A verdade é que nesse mundo não há nada totalmente seguro. Tudo pode falhar. Não é por menos que Jesus orientou: “Não ajuntem riquezas aqui na terra, onde as traças e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e roubam. (Mt 6.19)”.
O que posso fazer para garantir um futuro melhor para meus filhos?
Lembro com clareza da atitude de um casal que entregou seu filhinho para ser criado por outra família. Inicialmente parecia um gesto de malvadeza. Dar o próprio filho?! Que coisa feia! Mas, percebendo as lágrimas tanto nos olhos do pai quanto da mãe, notei que faziam por necessidade e amor. Entregavam a criança porque passavam necessidade. Estavam certos de que seria melhor para o filho a criação da outra família.
Felizmente tenho como sustentar meus filhos, mas sei que o melhor que posso fazer por eles é colocá-los nas mãos de outro Pai. Fiz isso quando batizei meu menino e minha menina na fé cristã colocando-os na família celeste. Agora eles são filhos de Deus e diariamente lembro-lhes dessa realidade. Tudo para que um dia, por meio da fé, reivindiquem para si a herança da vida eterna, conquistada por Jesus, que morreu, mas ressuscitou, vencendo a morte.
Um filho tem herança. Nós pais humanos podemos deixar dívidas e problemas, alguns podem deixar um dinheirinho. Mas Deus é o único que pode dar a herança da vida eterna. Isso é bom demais! Afinal, nenhum tsunami pode nos tirar, nem ladrão pode levar, nenhuma crise pode destruir esse tesouro dos céus.
Em nosso mundo, os valores variam, a economia oscila, e os que vivem sem um ideal destroem e promovem ações vergonhosas como aqueles jovens ingleses que andam destruindo tudo pela frente. Mas os que confiam no Senhor são como os montes de Sião, que não se abalam, mas permanecem para sempre. Desejo que meus filhos estejam entre esses, entre os que confiam no Senhor! Por isso, a herança da fé em Jesus é o que de melhor eu posso deixar.
Pastor Ismar Pinz




Instabilidades e segurança

|

“Aplique o seu dinheiro em vários lugares e em negócios diferentes porque você não sabe que crise poderá acontecer no mundo”. Seria apenas um conselho na atual crise econômica se não estivesse no livro bíblico de Eclesiastes. O que se vê nas capas dos jornais é história repetida, com primeira edição quando o Criador anunciou ao provedor do lar o fruto da desobediência: “a terra lhe dará mato e espinhos, você terá de trabalhar no pesado e suar para fazer com que ela produza algum alimento, até que você volte à terra”.
Barak Obama sente na carne a maldição de Gênesis igual a qualquer pai. Mas as instabilidades da vida, a exemplo da bolsa de valores, são a coisa mais certa. Hoje temos dinheiro, amanhã podemos estar pobres, hoje temos saúde, amanhã podemos estar doentes, hoje estamos vivos, amanhã podemos estar mortos... O que será daqui um minuto, uma hora? E se a crise bater a minha porta? Estou preparado sem cair no desespero?
“A instabilidade, no entanto, sempre tem efeitos positivos num mundo que precisa rever os seus conceitos de valor, sobretudo em relação ao Deus, denominado insistentemente pelas Escrituras de Eterno e Verdadeiro. O rei Davi já alertava: “Ainda que as suas riquezas aumentem, não confiem nelas” (Salmo 62). Por isto a oração de Agur: “Não me deixes ficar nem rico nem pobre. Porque se tiver mais do que o necessário, poderei dizer que não preciso de ti. E, se eu ficar pobre, poderei roubar e assim envergonharei o teu nome (Provérbios 30). Mesmo com toda a prosperidade, Davi confessou no Salmo 144 que Deus é a rocha e confia na proteção dele”.

Diante disto, só resta o caminho indicado por Jesus: “Não fiquem preocupados com o dia de amanhã”. Não no sentido da irresponsabilidade, mas quanto à primordial ocupação, e que prepara para as desventuras terrenas. Uma fé que tem promessa: Ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus e a vontade dele, e ele lhes dará todas as outras coisas (Mateus 6).
Marcos Schmidt
pastor luterano






Líder de seita polígama é condenado por relações com menores de idade

|

O líder de uma seita originária do Mormonismo que prega a poligamia foi condenado nesta terça-feira (9) à prisão perpétua por um tribunal em San Angelo, no estado americano do Texas. A corte o considerou culpado de abusar sexualmente de uma adolescente que seria uma de suas "esposas" espirituais.

Warren Jeffs chega à corte em San Angelo, no Texas, nesta terça (9) (Foto: AP)Warren Jeffs, de 55 anos, era líder da Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Últimos Dias, e também recebeu uma sentença de 20 anos na cadeia por abusar de uma jovem de 15 anos.
A seita tem origem na fé mórmon e acredita que a poligamia é exaltada no pós-vida. Ela tem mais de 10 mil seguidores, que acreditam que Jeffs é o porta-voz de Deus na Terra.
Os promotores fizeram o pedido da pena de prisão perpétua depois de apresentarem provas duras e, por vezes, gráficas de que o homem abusava das jovens, negando o argumento usado por Jeffs de que era vítima de perseguição religiosa.
Exames de DNA provaram que ele engravidou uma menina de 15 anos. Uma gravação em áudio também foi apresentada como evidência, explicitando o que seria o homem abusando sexualmente de uma garota de 12 anos de idade.
Outra gravação foi apresentada como prova no processo, na qual o homem é ouvido ensinando pelo menos 12 de suas jovens esposas a agradá-lo sexualmente - e assim, segundo ele, agradar a Deus.
Se o mundo soubesse o que estou fazendo, eles me pendurariam enforcado na árvore mais alta"Warren Jeffs, em texto usado como provaJá um caderno de anotações mostrado pelos promotores dizia: "Se o mundo soubesse o que estou fazendo, eles me pendurariam enforcado na árvore mais alta".
O promotor Eric Nichols fez referência ao texto em sua fala de encerramento. "Não, sr. Jeffs, ao contrário do que você escreveu nas suas anotações doutrinárias... Nós não enforcamos mais os criminosos nas árvores mais altas. Nem mesmo molestadores de crianças", afirmou.
Durante o processo, Jeffs chegou a negar seu direito a um advogado e exercer sua própria defesa. Nesta terça, ele abriu mão de fazer uma declaração final quando foi questionado pelo juíz após a sentença.
Antes de ser preso, ele ainda conseguiu enganar a polícia por vários anos foragido viajando pelo país, chegando a figurar entre os 10 homens mais procurados pelo FBI antes de ser preso em 2006.
Até que ponto chega a maldade humana, pois atribuem suas perversões a uma crença que ilude e se aproveita das pessoas que Deus chama ovelhas sem pastor. Oremos para que a justiça encontre esses falsos mestres, desmascare-os e os puna de acordo com a lei.
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/08/lider-de-seita-poligama-e-condenado-por-relacoes-com-menores-de-idade.html

A droga do medo

|

“Faça uma oração para espantar as más energias de agosto”, sugere um colunista esotérico no Portal Terra. É o jeito que alguns encontram para o medo que aflora neste “mês do azar”. Mas que não resolve – igual à droga, o anestésico. O resultado é semelhante ao drama de Amy Winehouse. Isto porque o vício da superstição é dependência que desperdiça a vida e conduz à tragédia. O Evangelho deste próximo domingo – que será lido em muitas igrejas – é bem oportuno nesta entrada de agosto.

A história de Pedro (Mateus 14.22-33), caminhando sobre as águas, afundando e sendo socorrido por Jesus, seria outro milagre do Senhor se não fossem as palavras: “Como é pequena a sua fé. Por que você duvidou?”. O problema não era o medo da tempestade – aliás, um respeito necessário diante de qualquer perigo. O risco também está na outra ponta, de não ter medo, de uma fé desautorizada. Igual a crença da multidão, fartamente alimentada com cinco pães e dois peixes, que pensou ter encontrado a sorte grande. Jesus mandou o povo embora, como que dizendo: vão plantar trigo, vão pescar... Pedro deveria aprender a nadar. Mas, enquanto Jesus dizia “venha”, ele tinha autorização para caminhar sobre as águas e transgredir as leis da natureza.
Pedro só afundou porque não acreditou na lei do amor. O discípulo João, que testemunhou tudo, mais tarde escreve: “Aquele que sente medo não tem no seu coração o amor totalmente verdadeiro, porque o medo mostra que existe castigo” (1 João 4.19). O apóstolo Paulo explica que nada pode nos condenar “Pois foi Cristo quem morreu, ou melhor, ressuscitou e está à direita de Deus. Ele pede a Deus em favor de nós” (Romanos 8.34). Por outro lado, o Salvador adverte: “Não tenham medo daqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma. Tenham medo de Deus...” (Mateus 10.28). Lembra isto para alertar contra a audácia humana de ser o salvador de si mesmo. Pedro foi esperto ao aceitar a mão estendida de Jesus.


Marcos Schmidt
pastor luterano

Quem poderá pagar esta dívida?

|

 O debate que tomou conta nos últimos dias, em torno do endividamento público dos Estados Unidos, e de um possível calote junto aos credores aponta para a realidade, de que até mesmo os mais abastados podem perder o sono e viver a tensão em como manterão as aparências e se portarão diante da instabilidade. Uma realidade quando vivida sem regras, numa total libertinagem regida por egos, traz consequências que afetam e prejudicam gerações. Entre credor (com direitos) e endividado (sem condições) há sempre um grande abismo e geralmente um saldo catastrófico que compromete além das partes envolvidas. Onde buscar solução quando por incapacidade, os riscos são coletivos? É necessário humildade e planejamento, rever conceitos e encontrar os “furos”, os quais resultam numa mudança de hábitos.
A dívida americana reflete a condição humana e o tamanho do rombo que há no coração de cada um (Romanos 3.23). Por vezes assume-se a culpa, por outra ela é jogada como responsabilidade de outrem. Assim é o pecado! Para alguns é melhor ser conivente e negar, para outros de modo mais consciente buscar uma solução, ter um alvo.  Mas ao que tudo indica, não há cifras suficientes. 

Se dívidas pagáveis já provocam reações negativas, instabilidade e roubam a paz. O que poderia ser dito daquela onde a morte e certa? (Romanos 5.12) Não dá para deitar e dormir tranquilo (Salmos 4.8). Diante desta bola de neve que sempre vira uma avalanche, escraviza e de maneira desenfreada produz todo tipo de estragos, Feliz aquele cujas maldades Deus perdoa e cujos pecados ele apaga!” (Salmo 32.1).
Só há um caminho, como solução proposta: a graça de Deus, que é um dom e presente imerecido, com um único intuito, a saber, quitar a maior dívida! (Efésios 2.8,9). “Por meio do Filho, Deus resolveu trazer o Universo de volta para si mesmo” (Colossenses 1.20), Assim também Cristo foi oferecido uma só vez em sacrifício, para tirar os pecados de muitas pessoas. Ele trouxe a paz” (Hebreus 9.28). As últimas palavras de Cristo na cruz foram “Está consumado” (João 19.30); eram ditas pelos credores, quando um devedor liquidava suas dívidas. Aliviado, este podia viver livre e tranquilo.

Embora não seja possível viver alienado, sem o risco da instabilidade financeira em casa, nos países, ou mesmo sofrer as consequências que atravessam o oceano, nunca é tarde para rever conceitos. Você pode com certeza deitar e dormir em paz, afinal “já não existe nenhuma condenação para as pessoas que estão unidas com Cristo Jesus” (Romanos 8.1). Dívida perdoada, pior dos desesperos evitado!
Márlon Hüther Antunes

 

©2009 PARÓQUIA CONCÓRDIA | Template Blue by TNB